(86) 3131-1234

PRONTOMED INFANTIL

6 dicas para retomar a rotina depois das férias

Confira atitudes simples para cuidar da saúde do seu filho agora que as aulas recomeçaram

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 05 de agosto de 2019
Imagem: Freepik

Dose de carinho

As crianças, principalmente as menores, podem sofrer (e chorar) por ficarem longe de casa nas primeiras semanas de volta às aulas. Para amenizar a saudade, faça um desenho ou cartinha especial e coloque na lancheira do seu filho. Ele vai ter uma boa surpresa na hora do recreio!

Cronograma organizado

Comece as semanas de retorno à escola com um calendário visível, mostrando as atividades que as crianças devem realizar, como arrumar a mochila, ir à aula de inglês... Se o seu filho ainda não sabe ler, aposte em desenhos para identificar as tarefas, assim fica mais simples para todos controlarem a rotina.

De bem com o travesseiro

Garantir horas de sono adequadas é essencial para que a criança aproveite a escola. Para que o seu filho não fique cansado, se não começou o processo de pôr o sono dele em ordem um pouco antes do início das aulas, coloque-o para dormir alguns minutos mais cedo a cada noite.

Não aos espirros

Viroses são comuns na volta às aulas. Ao primeiro sinal de espirros, nariz escorrendo, vômitos e diarreias, capriche na hidratação. Se os sintomas piorarem, leve o seu filho ao pediatra. Crianças com febre não devem ir à escola. O repouso ajuda na recuperação.

Atenção aos piolhos

Eles também podem ressurgir nesse período. E a principal forma de prevenir a transmissão é evitar o compartilhamento de escovas, pentes, prendedores de cabelo e bonés. Faça inspeções na cabeça do seu filho, sobretudo atrás das orelhas e na nuca, onde os piolhos se concentram.

Alimentação saudável

Caso não tenha feito uma readaptação da rotina alimentar do seu filho antes de as aulas voltarem, restabeleça com firmeza e carinho o horário das refeições. E tire gradativamente as guloseimas, às vezes, liberadas nas férias. Assim, ele não vai sentir tanto a falta delas.

Fonte: Revista Crescer
Edição: C.S. 

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*