(86) 3131-1234
*

NOTíCIAS

Quer reduzir a gordura abdominal? Aposte na vitamina D

Temos que aumentar a quantidade de vitamina D com a nossa própria produção, através dos raios ultravioletas da luz solar.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 13 de fevereiro de 2019

Qual foi a última vez que você fez exame para avaliar como estão os níveis da sua vitamina D? Ela é essencial a nossa saúde, por isso vale a pena avaliar, preferencialmente após o inverno.

A vitamina D ajuda na calcificação dos ossos, evitando a osteoporose, além de proteger o nosso contra doenças autoimunes, como a artrite reumatoide. Além disso ela também previne demências como Alzheimer.

Agora uma das coisas que ela tem sido alvo de estudo é para a manutenção de um peso saudável e sua deficiência está relacionada a um maior risco de obesidade.

Foi feita uma pesquisa em duas universidades na Holanda em pessoas entre 45 e 65 anos e eles observaram que quanto menor é a quantidade de vitamina D maior era o índice de gordura corporal, principalmente na região abdominal.

O grande problema é que a vitamina D não está presente na maioria dos alimentos, as melhores fontes são o óleo de fígado de bacalhau, alguns tipos de peixe (cavala, salmão e arenque), produtos lácteos, gema de ovo e, em menor quantidade, na sardinha, atum e cogumelo, o que nem sempre faz parte do cardápio do dia a dia do brasileiro.

Por isso temos que aumentar a quantidade de vitamina D com a nossa própria produção, através dos raios ultravioletas da luz solar. O problema é que a nossa produção diminui se utilizamos filtros solares, se estamos em um ambiente muito poluído ou se é inverno, estes fatores reduzem a qualidade e quantidade da produção de vitamina D.

A recomendação é tomar sol, expondo o máximo de pele que conseguir, por pelo menos 15 minutos todos os dias, sem usar protetor solar. Então se você está com aquela barriguinha saliente mesmo fazendo dieta e exercícios, tente mudar um pouco sua rotina para conseguir se expor mais ao sol e incluir os alimentos ricos em vitamina D, assim como avaliar como está sua vitamina D e pensar em uma possível suplementação.

Fonte: UOL 
Edição: C.S

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*