(86) 3131-1234
****

NOTíCIAS

Acne e dieta: conheça 10 mitos e verdades sobre o assunto

Alguns alimentos contribuem para o aparecimento da acne, outros, é mito mesmo.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 26 de junho de 2020

Imagem ilustrativa: Freepik

Será que existe alguma associação entre dieta e acne? Ou será que é genético? Hoje sabemos que a genética é um fator importante, sim, assim como a idade e sexo. O quadro tende a ser menos intenso em orientais e negros. Já a prevalência varia entre 35% e 90% nos adolescentes; no Ocidente, é de 79% a 95% nessa mesma faixa etária.

Podemos observar também que a acne acomete 95% dos meninos e 83% das meninas com 16 anos de idade e pode chegar a 100% em ambos os sexos. Os meninos acabam tendo mais acne pela influência androgênica.

Quer saber mais? Separamos alguns mitos e verdade para desvendar sobre acne e alimentação:

1) Pessoas obesas terão a pele mais acneica

MITO! Não é uma questão do quanto você come, mas sim da qualidade do alimento que você ingere.

Você pode ter sobrepeso ou obesidade por estar comendo em excesso, porém se a alimentação for saudável, a acne não vai aumentar por conta do ganho de peso.

2) Ocidentalização da dieta causa mais espinhas

VERDADE! As dietas ocidentais, também conhecidas como dieta de carne-doce, consistem em uma dieta padrão composta por alimentos que são ricos em gordura e açúcar. Além disso, várias vitaminas e minerais importantes que são essenciais para uma boa saúde não são incluídos no padrão desta dieta.

Isso faz com que a alimentação tenda a ter um alto índice glicêmico, o que induz a formação de acne. Ou seja, o consumo frequente de carboidrato de alto índice glicêmico acaba expondo os adolescentes à hiperinsulinemia (glicose no salgue alta) que, em consequência, aumenta a produção de acne, com possível queratinização levando a manchas e aumento da oleosidade da pele.

3) Puberdade precoce também está ligada à acne

VERDADE! Cada vez mais estamos vendo jovens com a menarca cada vez mais cedo, e isto está associado a uma maior gravidade da doença. Com o início da puberdade, o hipotálamo (a região do cérebro que controla a hipófise) começa a secretar um sinal químico chamado hormônio liberador de gonadotrofina, que estimula o crescimento dos órgãos sexuais, que por sua vez secretam hormônios como a testosterona ou o estrogênio. Esta descarga precoce está relacionada a um desenvolvimento da acne comedoniana, que são formações daqueles cravinhos pretos e brancos.

4) Hiperinsulinemia

VERDADE! Quando os níveis de açúcar no sangue estão constantemente elevados por um consumo excessivo de carboidrato, a produção sebácea fica aumentada, o que piora a oleosidade de pele e o aparecimento da acne.

Uma dieta com baixa quantidade de carboidrato refinado, priorizando carboidratos complexos consegue reverter este quadro, reduzindo a formação de sebo.

5) Beber leite também aumenta a acne

VERDADE! O leite de vaca, apesar de ter baixo índice glicêmico, aumenta os níveis de IGF-1 (conhecido como fator de crescimento semelhante à insulina do tipo 1), uma proteína produzida no fígado em resposta ao hormônio de crescimento que atua nas glândulas sebáceas, estimulando a formação da acne. Isto foi visto inclusive no consumo de leite desnatado, comprovando que não é a gordura presente no leite que causa o aumento da acne, mas sim ou aumento dos níveis de IGF-1.

Além disso, o leite contém estrógeno, progesterona, precursores andrógenos e esteroides 5a-redutase-dependentes que levam a comedogênese, ou seja, bloqueia os poros, causando pontos negros, cravos e outros problemas na pele.

6) Síndrome do ovário policístico (SOP) favorece o surgimento de espinhas

VERDADE! Meninas com SOP apresentam altos níveis de andrógenos e IGF-1 e baixa concentração das globulinas ligadoras aos hormônios sexuais (SHBG), o que resulta em um aumento do surgimento das acnes.

Para reverter este quadro é importante controlar a doença reduzindo peso, controlando a glicemia e a resistência à insulina.

7) Excesso de carboidrato refinado piora o quadro

VERDADE! Uma dieta com muito carboidrato refinado também tem alto índice glicêmico, rica em alimentos como pão branco, macarrão, açúcar, sobremesa, doces, refrigerantes, suco de caixinha, achocolatados etc.

O mecanismo pelo qual o índice glicêmico influencia a composição do sebo é desconhecido, porém dietas com baixo índice glicêmico alteram estoques de glicogênio das glândulas sebáceas, o que acaba reduzindo a oleosidade da pele e formação de acne.

8) Consumir gordura é péssimo para quem tem acne

MITO! O consumo de gordura na dieta é um fator pouco relevante, pois o sebo humano é composto principalmente por triglicérides (40 a 60%), que apesar de ser uma gordura, ela é proveniente do carboidrato. Quando comemos carboidratos em excesso (doces, massas, pães, etc.), o fígado pega esses açúcares a mais e os transforma em triglicerídeos, para que eles possam ser estocados nos tecidos como gordura, servindo como reserva energética.

Outro ponto interessante é que o consumo de alimentos ricos em ômega 3 como nozes, castanhas, linhaça e peixes reduz o tamanho das glândulas sebáceas, melhorando o aspecto da pele.

9) Deficiência de zinco e vitamina A também influencia

VERDADE! Pessoas com acne normalmente têm níveis inferiores de zinco e vitamina A, sendo este déficit ainda mais severo naqueles que apresentam acne grave.

10) Chocolate é proibido para quem tem acne

DEPENDE! Os estudos aqui são bem divergentes, pois tudo depende de qual chocolate você vai ingerir. Barras de chocolate ao leite que são ricas em leite e açúcar foram avaliadas por piorarem a acne, conforme tudo que foi dito acima (leite + alto índice glicêmico). Agora, as barras de chocolate amargo, aquelas sem leite e com pouco açúcar (menos de 10% da composição) não foram relacionadas com o aumento da acne.

Por isso é muito importante focar em um chocolate com alto teor de cacau, se adição de leite e com pouco açúcar, como os chocolates entre 70 a 100% de cacau.

Fonte: UOL
Edição: C.S.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*