MedZap
(86) 3131-1234
***

VIDA LEGAL

Jogar futebol é mais saudável do que corrida e musculação, diz estudo

Entre os benefícios do futebol estão a diminuição dos riscos de doenças cardíacas e os níveis de colesterol.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 05 de fevereiro de 2010

Um estudo realizado por pesquisadores de mais de 50 países sugere que jogar futebol faz mais bem à saúde do que correr ou levantar pesos. A intensidade e a variedade dos movimentos envolvidos numa partida - incluindo chutes, giros, corridas e passes - oferecem um exercício mais completo, apontam os cientistas.

Entre os benefícios do futebol estão a diminuição dos riscos de doenças cardíacas, já que ele reduz a pressão sanguínea e os níveis de colesterol, além de ser um ótimo exercício para perder peso. Principalmente pela maneira como age no coração, o futebol é melhor que levantar pesos nas academias ou sair para uma corrida.

Para um dos estudos que fizeram parte da pesquisa, os cientistas pediram que 47 homens com pressão alta jogassem futebol ou corressem. A equipe que optou por jogar futebol apresentou uma diminuição na pressão alta duas vezes maior do que aqueles que correram.

Ambos os grupos perderam, na média, o mesmo peso, mas entre aqueles que jogaram futebol o nível de colesterol baixou - o que não se viu no grupo que correu.

De acordo com Peter Krustrup, pesquisador da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, que esteve envolvido no projeto, o futebol é eficiente em combater fatores de risco associados a doenças cardiovasculares devido a sua natureza, que ajuda a conquistar uma forma física saudável e a queimar gordura.

"Já sabemos que a inatividade física é um importante fator de risco no desenvolvimento de doenças do coração. Mas é uma novidade para nós saber que um esporte tão prazeroso como o futebol pode ser tão eficaz no tratamento da pressão alta", afirmou Krustrup. Segundo ele, após a realização da pesquisa, o futebol pode passar a ser indicado no tratamento de doenças cardiovasculares.

Os resultados da pesquisa serão publicados na próxima edição do Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports.

 

Fonte: Veja Online
Edição: F.C.
05.02.2010

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*