MedZap
(86) 3131-1234
**

VIDA LEGAL

CrossFit: os riscos compensam os benefícios?

Os potenciais benefícios incluem ganhos de força, massa muscular, resistência aeróbia, equilíbrio e propriocepção. A desvantagem: um número altíssimo de lesões.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 28 de julho de 2017

O CrossFit é um modelo de treinamento que tem se tornado cada vez mais popular. Esse programa combina exercícios de força e de resistência aeróbia de alta complexidade, e que são realizados normalmente na forma de circuito. Tal modalidade assemelha-se bastante ao treinamento militar, particularmente no que se refere ao alto volume de exercícios e à capacidade de levar ao cansaço extremo. O segredo do sucesso do CrossFit deve-se aos bons resultados físicos alcançados por seus praticantes. De fato, trata-se de um treinamento capaz de aumentar, ao mesmo tempo, força, condicionamento aeróbio e flexibilidade. Além disso, as aulas são bastante motivadoras, estimulando os alunos a darem o máximo de si durante o treino. 

Apesar de todos esses benefícios, não há um tipo de treinamento ideal. A prescrição de exercício deve ser individualizada, respeitando as preferências do praticante, bem como suas limitações físicas. A este propósito, parece claro que um treinamento de estilo militar possa não ser o mais adequado para indivíduos pouco condicionados ou com problemas físicos anteriores. 

Existem poucos levantamentos científicos sobre os riscos da prática de CrossFit. Um deles, realizado no Reino Unido, aplicou um questionário a 132 praticantes dessa modalidade de treinamento, com o intuito de avaliar a incidência de lesões. Aproximadamente 3/4 dos entrevistados (n = 97) reportou algum tipo de lesão, sendo a coluna e os ombros os locais mais frequentemente afetados. Nove praticantes relataram a necessidade de cirurgia após a lesão.  Os autores afirmam que a frequência de lesões encontrada nessa pesquisa se assemelha a de modalidades esportivas, como levantamento olímpico e ginástica. A causa de tantos casos de lesão no CrossFit deve-se, provavelmente, à execução de exercícios de alta complexidade realizados até a fadiga, ocasião na qual o controle motor é prejudicado, predispondo a lesões musculares e articulares. 

Dessa forma, ainda que o CrossFit possa ser considerado uma modalidade de treinamento efetiva em melhorar o condicionamento físico e a saúde em geral de praticantes jovens e saudáveis, certamente existem modalidades mais seguras para obesos, idosos, crianças, gestantes e pessoas com problemas físicos pré-existentes. 

Os benefícios e riscos inerentes ao CrossFit, como com qualquer modalidade de treinamento, devem ser considerados pelo profissional de Educação Física antes da prescrição. Lembrem-se sempre que o conceito de treinamento ideal não existe. 

Para conhecer mais sobre o tema, leia: Hak PT, Hodzovic E, Hickey B.J Strength Cond Res.  The nature and prevalence of injury during CrossFit training. 2013 Nov 22


Fonte: Bruno Gualano - Blog Ciência Informa
Edição: F.C.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*