MedZap
(86) 3131-1234

VIDA LEGAL

Crossfit: confira os benefícios e entenda como evitar lesões

Respeitar o descanso é fundamental.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 17 de setembro de 2018

O crossfit, esporte quem vem se consolidando cada vez mais ainda divide opiniões das pessoas. Quais são os ganhos? Quais são os riscos? Quem pode fazer? O crescimento dos boxes por todo o país trouxe a imagem de pessoas subindo cordas, empurrando pneus e, aos olhos do público leigo, veio um certo pré conceito de pessoas “loucas” realizando uma atividade física perigosa e que machuca muito. Sim, ainda há um mito que o crossfit é um esporte perigoso por muitos fatores como a intensidade do treinamento, o conjunto de exercícios interligados ao mesmo treino e, principalmente, a força. Mas, na verdade, os primeiros estudos publicados no Brasil e no mundo mostram justamente o oposto. Os benefícios do crossfit incluem ganho de força, resistência e equilíbrios musculares e poucos são os esportes onde o praticante tenha tantos ganhos. Tanto o crossfit, como qualquer outra atividade que tenha alta intensidade e frequência podem causar os mesmos ou mais problemas em seus praticantes, mesmo com um bom acompanhamento profissional. Esportes como o futebol, levantamento de peso, corrida e musculação possuem alto índice de lesões, bem acima do crossfit.

Pesquisas Recentes
Um estudo publicado nos Estados Unidos trouxe à tona o seguinte dado: a taxa de incidência de lesões ligadas ao treinamento do crossfit foi baixa e comparável a outras formas de atividades de condicionamento físico. Outros estudos tiveram resultados muito parecidos com o anterior, relatando que as taxas de lesões com o treinamento crossfit são semelhantes às relatadas na literatura para esportes como levantamento de peso olímpico, levantamento de força e ginástica.

Um terceiro estudo também americano encontrou 2,3 lesões por 1.000 horas de treinamento. Os autores investigaram mais de perto os praticantes de crossfit, para entender por que as lesões acontecem. Concluíram que os atletas com maior massa corporal tinham mais tendência a sofrer lesões e que o índice de lesões eram diretamente proporcionais ao acúmulo de horas semanais de treino, certamente por estar ligado a uma recuperação insuficiente.

Como as lesões acontecem no crossfit?
Assim como em outros esportes, o principal motivo para que as lesões no crossfit ocorram é o aumento agressivo no volume e freqüência de treino. Isso pode ocorrer em um novo ciclo de agachamento, por exemplo, mais intenso ao habitualmente praticado, no intuito “simples” de complementar o treino. Muitos atletas relatam dores no tornozelo e panturrilha normalmente quando estão buscando aprender novas habilidades, como double-under - salto duplo de corda, permite que a corda passe sob seus pés duas vezes enquanto você ainda está no ar - realizado todos os dias no aquecimento.

Recuperar sempre!
O volume recuperável máximo (VMR) é um termo utilizado no mundo do crossfit, que significa o máximo de volume que se pode realizar de treinamento e se recuperar integralmente para as próximas sessões alcançando todos os benefícios. Esse volume recuperável máximo nem sempre é bem sucedido, atrapalhando o ganho de massa muscular, força e conquista de habilidades.

Periodizar sempre!
Em algumas academias os treinos são programados em até seis dias por semana, contemplando condicionamento físico e força ao mesmo tempo, essa programação muitas vezes excede o que recomenda o CrossFit HQ. Podemos citar alguns pontos que, muitas vezes são a maior causa de lesões no crossfit, sendo:

Erros de técnica
Falta de força e resistência muscular
Desequilíbrios musculares
Restrições de mobilidade

Fonte: Globo Esporte
Edição: F.C.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*