(86) 3131-1234
***

RETRATO 3X4 DE UMA PESSOA 100X100

Wellington Lima: O mago dos filmes publicitários

O produtor e diretor de filmes publicitários Wellington Lima sempre foi um apaixonado pelo cinema e artes visuais. De sua paixão pela telona surgiu a profissão de publicitário, na qual, aliás, é consagrado no mercado piauiense.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 10 de novembro de 2006

Wellington Lima, 46 anos, é natural de Teresina. O que faz hoje é um reflexo do gosto pelo cinema e pelas artes visuais. ?Desde criança gosto de cinema. Em minha casa tinha um barzinho de madeira, uma espécie de quiosque, que papai abandonou e eu transformei em uma ?cineminha?. Eu afastava uma telha e deixava entrar um pouco de luz que refletia no espelho as figuras que eu desenhava. Fazia desenho em plástico ia mudando e narrando a história. Convidava os amigos e cheguei até a ganhar algum dinheiro com isso?, conta com brilho no olhar um dos atuais magos dos filmes publicitários em Teresina.

Sua paixão pelo cinema era tanta que, além das produções de brincadeira em casa quando criança, ele, já adolescente, se atualizava vendo a telona com a namorada. ?Vendia din-din para ir ao cinema, naquele tempo o Royal, o Rex e as exibições no Theatro 4 de Setembro. Era tão assíduo no Royal que cansei de entrar sem pagar, de tão conhecido?, conta entre gargalhadas.

Na bagagem profissional, Wellington desenvolveu diversas atividades, mas sempre ligadas à arte e acabou enveredando para a produção e direção de filmes publicitários, que é sua paixão confessa. ?Minha especialidade é direção de filme publicitário, mas passei por todos os setores, como artes gráficas, criação e até mesmo cheguei a operar máquina de impressão. Também já fiz teatro e fui cartunista?, enumera.

Ele e a esposa Vanda Resende, que também é publicitária, comandam a WeVê, empresa de publicidade que tem como especialidade o mundo da televisão e, aliás, vencedora de vários prêmios de criação. Foi na empresa deles que Wellington recebeu a reportagem do Portal Medplan para um bate-papo descontraído.

Portal Medplan - Teresina é um mercado que tem muita gente criativa, mas não existem agências de peso regional ao nacional ou mesmo um clube de criação que una talentos.  Qual a sua visão sobre o atual panorama de criação no Piauí?

Wellington Lima brinca fazendo alusão à TV

WL- A propaganda tem dado bons frutos. A do Piauí está entre as melhores e olha que conheço o país todo. Aqui só perde em criatividade para Salvador. Sou otimista com a publicidade daqui. Em termos de grandes anunciantes, os melhores mercados da região Nordeste são Salvador, Recife e Fortaleza. Mas isso não quer dizer que existem grandes agências em termos de criatividade, pois muita coisa é feita fora, como São Paulo e Belo Horizonte. Em termos de Brasil, o mercado que mais cresce é o de Santa Catarina. São Paulo está migrando as produções para lá, pois o mercado utiliza película nas produções, o que garante uma qualidade superior àquelas que o equipamento tradicional de filmagem oferece.

Portal Medplan - Qual sua opinião sobre o aproveitamento de mídias alternativas na Publicidade?  Há investimentos dos clientes e/ou agências nesse sentido, no mercado piauiense?

WL ? Já despertou, mas é um processo que ainda está engatinhando. Nós da WeVê indicamos mídias alternativas, mas o cliente em geral não acredita muito: quer ver o produto dele é na TV !  É uma questão de vaidade. Tivemos um show de mídia alternativa nas eleições. São mídias baratas e que por serem diferentes chamam muito a atenção.

Portal Medplan - Para você, o que é ser criativo?

WL ? É juntar a necessidade que o cliente tem de vender, divulgar o seu produto ou serviço com idéias que as pessoas assimilem da primeira vez que vêem. Então uma peça/campanha criativa não é aquela bonita, mas aquela que atinge o objetivo do cliente.

Portal Medplan - Entre os trabalhos de criação que sua agência fez, qual aquele que você olha e diz: essa é minha obra prima?

WL- É difícil dizer, tem muita coisa boa. São como se fossem muitos filhos. Um dos trabalhos que me realizo, por exemplo, é fazer filmes para o grupo Medimagem, pois o cliente entende o valor que tem o trabalho de produção e não mede esforços para isto. Outro trabalho que fizemos e que gosto bastante é a nova identidade visual da TV Cidade Verde.

Portal Medplan - O que o senhor tem feito atualmente em termos de trabalhos, o que há de novo vindo por aí?

WL ? Adotamos uma linha diferenciada para o varejo da Jelta Motos. Uma experiência legal. E vêm outras coisas por aí. Também estamos criando uma nova linha nos filmes do Medplan, sugerido pelo próprio cliente, e que tem a idéia de mostrar depoimentos de crianças se expressando de forma muito natural. O resultado ficou ótimo.

Portal Medplan - Qual é a característica que senhor julga essencial profissional da publicidade?

WL ? Antigamente, o profissional da área era visto como um artista, irresponsável. Penso que tem de ter o lado do artista, da criatividade, mas também o compromisso com prazos e com a ética da peça.

Portal Medplan - Em sua opinião, há períodos mais difíceis de criar, como por exemplos as datas sazonais, como dia das mães, natal ou não há crise nisso, mas somente produtos/serviços e clientes, digamos, difíceis?

WL ? Na minha visão não há períodos difíceis para a criação, o que temos que evitar é requentar café (risos). Temos é que procurar coisas novas e criar. Para não me repetir eu busco muito o simples.

Portal Medplan - Muitas pessoas dizem que criar é angustiante. É verdade?

WL ? Não vejo assim. Só é angustiante na medida em que você se cobra mais. Criar é um processo delicioso. Eu tenho sempre um papel perto da cama, no escritório ou onde quer que eu vá. As boas idéias podem aparecer a qualquer hora, como em uma roda de bebidas com os amigos.

Portal Medplan - Além da Publicidade, qual sua segunda maior paixão?

WL ? Arquitetura.

Portal Medplan - O senhor gosta de trilhas, natureza, off-road. Tanto que faz parte de um clube de jipeiros Quais são as melhores trilhas para se fazer no Piauí?

WL ? Tenho vontade de fazer a trilha pelo cânion do Rio Poti e entrar na Serra das Confusões, mas é proibido. Das que já fiz gosto muito das dunas de nosso litoral e da chapada do Corisco.

Portal Medplan - Além de criar, gostar de aventuras, soubemos que você também é um exímio cozinheiro. É verdade? Qual é sua especialidade, seu prato preferido?

WL ? (risos) Não é bem assim. Mas gosto muito de fazer peixe. Aprendi a arte da cozinha com meu pai. Não tem coisa melhor que depois de um dia corrido começar a fazer um peixe. É uma forma de relaxar reunir os amigos e a família. Moro em um sítio e gosto de fazer experimentos culinários com ervas que cultivo.


Bagagem comentada:

Uma canção: Sou eclético, gosto muito de trilhas de filmes, como do filme Cinema Paradiso.

Um disco: O novo do Chico Buarque. Quando ele pára de compor parece que as coisas param de acontecer no Brasil, ele volta a produzir e as coisas andam.

Um livro: Caminhos e Escolhas, do empresário Abílio Diniz, onde ele relata a vida dele e dá dicas. Quem ler fica com o astral pra cima.

Uma publicação periódica: A Playboy. Sou fã da revista, acho bacana a abordagem que faz sobre o universo masculino.

Um Filme: Cinema Paradiso, o filme faz lembrar minha trajetória·.

Em evento Cultural: Salão de Humor do Piauí, acho grandioso.

Uma agência de publicidade: Tem que ser a minha a WeVê, mas todas de Teresina são persistentes e têm seu valor.

Um publicitário: Silvio Leite

Um personagem: Zé Bandeira

Uma viagem: Com a minha esposa para Jericoacoara, depois de uma campanha política.

O lema da sua vida é: Gosto de viver, procuro não dar importância às coisas ruins.

Texto e fotos: Adriana Cláutenes Lemos
10.11.2006

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*