MedZap
(86) 3131-1234

RETRATO 3X4 DE UMA PESSOA 100X100

Manuel Arrey: título de Cidadão Teresinense e grandes empreendimentos

Nesta entrevista, ele fala da sua história como empresário, sua relação com o Piauí (estado ao qual dedicou os últimos 40 anos de trabalho) e projetos para o futuro.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 08 de agosto de 2018

O empresário espanhol Manuel Arrey, de 66 anos, recebe nesta semana o título de “Cidadão Teresinense” como uma forma de reconhecimento pela contribuição dada à capital piauiense através de seus empreendimentos, que hoje formam o Grupo Arrey.

Nesta entrevista, ele fala da sua história como empresário, sua relação com o Piauí (estado ao qual dedicou os últimos 40 anos de trabalho) e projetos para o futuro. Confira.


Como o sr. chegou ao Piauí?

 

Decidi vir ao Brasil há 40 anos atrás para montar um curtume. Ao analisar a região mais adequada, escolhemos o Piauí por ser abundante em matéria prima, o couro. A partir disso, foram surgindo outras oportunidades de negócio.


Em quais áreas o Grupo Arrey atua e quantos empregos formais ele mantém atualmente?

 

Além do curtume, atuamos na construção civil, na indústria de castanha de caju, na produção de camarões, distribuição de medicamentos e na área hoteleira, empregando hoje cerca de mil funcionários no Piauí, Espanha e Guiné-Bissau.


Como se deu o crescimento tão rápido na sua rede de hotéis?

 

Foi uma questão de oportunidade. Notamos que Teresina tem esse perfil empresarial, então quisemos oferecer soluções voltadas para esse público. Montamos o Eurobusiness, um projeto de edifício comercial iniciado há 20 anos atrás e que existe há 16 anos. Depois criamos o primeiro flat do Piauí, o Executive Flat, que também foi um sucesso. Dois anos depois, por volta de 2004, abrimos o Fórmula Flat, que na época, era considerado uma loucura por se localizar próximo a outros hotéis e que também é um sucesso.

Em 2012, inauguramos nosso maior hotel: o Gran Hotel Arrey, com 200 apartamentos e a maior academia de hotel do Estado. Em 2015 veio a versão econômica: o Arrey Express, com 170 apartamentos. Também abrimos unidades do Fórmula Flat nos municípios de Uruçuí e Itaueira, por serem cidades com grande fluxo de negócios. E o nosso empreendimento mais recente é o Arrey Beach, em Parnaíba, inaugurado no ano passado. Na Espanha, possuímos dois hotéis e estamos planejando oferecer um formato de luxo por lá.


O sr. se divide entre Espanha e Piauí para administrar o Grupo. Como funciona a sua rotina?

 

Eu passo um período de quatro semanas na Espanha e depois duas semanas aqui. Para isso, tenho pessoas de confiança em cada empresa, especialmente o meu filho, José Arrey. Se eu não tivesse ótimas pessoas trabalhando comigo, isso não seria possível.


Quais são os próximos projetos do Grupo Arrey no Piauí?

 

Estamos com o projeto de construir na área do antigo curtume em Teresina, no Bairro Santa Maria da Codipi, um empreendimento de 1.500 apartamentos. Além disso, queremos construir um mini shopping de apoio na região. Também estamos com um prédio residencial em construção, o Edifício Hibisco e já temos o Jardim de Manuelle. 

 

image
Manuel Arrey e a filha caçula, Manuelle

 

 

 

O sr. conseguiu realizar grandes projetos em um cenário de crise econômica. Como foi possível prosperar nesse contexto?

 

Nesses 40 anos de atividades, nós vivemos cinco ou seis crises econômicas gravíssimas e três crises políticas. Muita gente caiu pelo caminho, mas o Brasil sempre superou esses problemas. Costumo dizer que o melhor daqui são as pessoas, pois são pessoas de bom caráter, por isso continuo tendo esperança de que as coisas irão melhorar. A educação no país melhorou muito nos últimos 20 anos, chegam pessoas melhor preparadas na empresa, e isso me deixa otimista quanto ao futuro do país.


Na sua opinião, quais são os maiores potenciais de negócio para quem quer empreender?

 

O Brasil tem setores fantásticos, como hotelaria, comércio, educação e serviços.


Como o sr. recebe esse título de cidadão teresinense?

 

Com muita gratidão. Esse título poderia ter sido entregue antes, mas sempre pedia mais tempo para o Major Paulo Roberto (autor da proposta) para poder reunir toda a família nesse momento. Já recebi outras comendas e essa será mais uma homenagem que nos deixa muito felizes.


Quais são as suas maiores referências no empresariado nacional?

 

Admiro especialmente três pessoas que fizeram grande diferença em suas áreas de atuação aqui no Piauí: sr. João Claudino Fernandes, Dr. Agenor Almeida e Dr. José Cerqueira Dantas.


O que o sr gosta de fazer para se divertir?

 

Eu me divirto muito trabalhando. Além disso, gosto de viajar e assistir jogos de futebol, em especial do meu time, Barcelona.

A.N.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*