MedZap
(86) 3131-1234
***

PRONTOMED INFANTIL

O FPS não é o mais importante em um protetor solar

Mãe compartilha dica de dermatologista e diz que a informação principal mesmo está na composição do produto. Entenda

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 09 de janeiro de 2017

"Esqueça tudo o que você sabe sobre proteção solar!" Foi o que a norte-americana Connie-Lee Swadling ouviu de seu dermatologista na última consulta. Ao fim da visita, em que foi verificar se uma pinta era mesmo benigna, o médico perguntou qual filtro solar Connie usava. Ela respondeu, superorgulhosa, que usava um com FPS 50 em spray e um FPS 50 roll on em seu filho, Dante, 1. Afinal, quanto maior a proteção, melhor, certo? Segundo o médico de Connie, errado!

Chocada, Connie resolveu compartilhar o alerta em sua página do Facebook (o post já teve mais de 6 mil comentários!): “Ele falou para eu ignorar o fator de proteção na embalagem porque isso é irrelevante. Fiquei de boca aberta, pois é o que somos ensinadas a olhar ao comprar o produto! Ele, então, me contou sobre as substâncias que preciso procurar no rótulo. Para saber se aquele produto vai, de fato, proteger a minha pele, o filtro precisa conter dióxido de titânio ou óxido de zinco. E precisa ser loção, não spray”.

De acordo com a dermatologista Seomara Catalano, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o médico de Connie tem razão: “O titânio e o zinco são refletores de luz, seja radiação UVA ou UVB. Eles estão presentes nos protetores físicos, com FPS a partir de 30, e são as melhores opções, pois não têm componentes químicos”.

Afinal, o FPS é ou não importante?

“O FPS simplesmente indica quantos minutos você pode tomar sol sem se machucar quando comparado à pele desprotegida”, explica Seomara. É matemática: se a pele normalmente leva 10 minutos para queimar, com um protetor com FPS 30, ela levaria 300 minutos. A dermatologista explica que um protetor com FPS 30 já tem um pouco de titânio e zinco e protege cerca de 95%, enquanto um com FPS 40 protege 97% e um com FPS 60, 98%. “Não há muita diferença entre eles. O ganho em proteção é mínimo para o custo valer a pena. E como o titânio e o zinco deixam a pele esbranquiçada, as pessoas acabam aplicando pouca quantidade. Recomendo comprar protetores com FPS 30 e reaplicar a cada duas horas”.

Portanto, da próxima vez que for às compras por um novo protetor, não deixe de verificar o rótulo também para garantir uma proteção completa.

Fonte: Crescer

Edição: A.N.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*