(86) 3131-1234

PRONTOMED INFANTIL

Manual para a troca de fralda

Saiba como fazer para que bebê não tenha assadura.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 20 de agosto de 2009

Como evitar as assaduras com uma troca de fraldas caprichada.

Por que a assadura acontece?

O bebê passa tempo demais com fraldas. Ou melhor, passa todo o tempo de fraldas. Consequentemente, a pele fica sem ventilação. Fica quente e úmida e, por isso, mais sensível a irritações. Some-se a isso o contato prolongado com fezes e urina, e pronto: surgem lesões vermelhas, inchadas, e às vezes formam-se feridas.

Prevenção

O melhor modo de evitar assaduras é deixar a pele coberta pelas fraldas sempre limpa e seca. Na hora da troca, limpe com algodão umedecido em água morna. Se ficarem resíduos, complemente a limpeza com algodão embebido em óleo de amêndoas doces.

Funciona muito bem lavar o bumbum do nenê diretamente na água corrente da pia, usando um sabonete apropriado para peles sensíveis. Outra opção é usar um syndet, sabonete especial menos agressivo. E enxágue bastante, para tirar completamente o sabonete.

Depois, seque cuidadosamente. Se você não se importa em levar um banho de xixi de vez em quando, deixe o nenê sem fraldas por um tempinho, para arejar. Antes de colocar uma fralda nova, aplique um creme preventivo para assaduras, que forma uma barreira entre a pele do bebê e a urina e as fezes.

Fraldas descartáveis x fraldas de pano

As fraldas descartáveis contêm um gel que absorve a urina, mantendo a pele mais seca. Os ecologistas podem não gostar, mas o fato é que as descartáveis são mais eficientes que as de pano na prevenção de assaduras.

E a comida?

A alimentação do bebê também conta. É que, dependendo da dieta, as fezes se modificam. Bebês amamentados com leite materno assam menos do que os que tomam fórmulas industrializadas.

A partir dos 6 meses de idade, quando a alimentação varia, as assaduras podem aparecer. Nessa situação, o culpado pode ser um tipo de alimento específico. Identificado o vilão, ele deve ser suspenso da dieta por um tempo. Mais tarde, com o amadurecimento do sistema digestivo, o problema passa.

Meu bebê assou. E agora?

Os cuidados são os mesmos de quando ele não tinha assadura, mas redobrados. Não use lenços umedecidos, pois podem causar irritação de pele. Se a assadura não melhorar depois de dois dias com as medidas mencionadas, consulte o pediatra.

Existem outras causas de irritação e vermelhidão, como alergias ou infecções por fungos ou bactérias. Nesse caso, o problema só melhora com um tratamento específico.

 

Fonte: Veja Online
Edição: F.C.
20.08.09

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*