MedZap
(86) 3131-1234

PRONTOMED INFANTIL

Ganho de peso do bebê no primeiro ano de vida: o que você precisa saber

Pediatras falam sobre o emagrecimento nos primeiros dias e a relação com amamentação, fórmula e introdução alimentar.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 09 de abril de 2018

Será que o meu filho está engordando e crescendo como deveria? Essa é uma das principais dúvidas que os pais têm – especialmente no primeiro ano de vida do bebê. E é claro que tudo começa no momento em que a criança chega ao mundo, mas é preciso lembrar que muitos fatores estão relacionados como a semana gestacional em que a mãe deu à luz e se o pequeno apresenta algum problema de saúde.

“Em média, consideramos que o peso do nascimento deve ser acima de 3 quilos e abaixo de 4. Esse seria o valor esperado, mas normalmente entre 2 quilos e meio e 3 temos o conceito de normal ou até insuficiente – depende muito de cada caso”, explica Mauro Fisberg, pediatra e nutrólogo, coordenador do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi do Hospital Infantil Sabará e professor da UNIFESP.

Entretanto, os médicos não costumam olhar apenas para a balança. Outros condições também são verificadas para acompanhar o desenvolvimento como, por exemplo, o perímetro cefálico e a estatura. “Quando focamos exclusivamente no peso, presumimos que todas as crianças têm a mesma evolução e isso não acontece”, ressalta Moises Chencinski, membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial da Sociedade de Pediatria de São Paulo e idealizador do movimento “Eu Apoio Leite Materno”.

O bebê será avaliado com precisão pela equipe médica quando nascer abaixo ou acima do número esperado. Isto porque ele pode, sim, ter alguma alteração metabólica, pressão alta ou outra enfermidade que exige cuidados específicos. Nesses casos, a glicemia do recém-nascido é medida porque há maior propensão para desenvolver a hipoglicemia neonatal – classificada por doses baixas de açúcar no sangue. Vale lembrar que se a mãe teve diabetes gestacional, também há mais chances do filho chegar ao mundo mais gordinho.

 

Perda de peso nos primeiros dias


Não, os pais não precisam ficar assustados, mas é importante que eles saibam que no início da vida o bebê vai emagrecer. Isso acontece principalmente por causa da perda de líquidos, que faz com que ele desinche. “Normalmente, a criança reduz em torno de 10% do peso corporal, depois esse número volta a subir. No útero, ela está em um ambiente de troca constante com a placenta e, quando nasce, acaba passando por essa adaptação”, comenta Fisberg.

Moises Chencinski acrescenta que, em geral, isso acontece do terceiro ao quarto dia de vida e depois a situação é estabilizada por volta do 7º ao 10º dia. No começo, a amamentação também pode interferir nessa questão. “O leite da primeira semana se chama colostro. Ele é produzido em menor quantidade, mas é mais concentrado, rico em anticorpos que vão ajudar a colonizar o intestino. No estômago do recém-nascido cabe 5 mL de leite materno nos primeiros dias”, reforça.

 

Quando a perda de peso deve se tornar uma preocupação?


Muitos pais ficam aflitos na hora de pesar o filhote, com receio de que ele não esteja se desenvolvendo bem. Mas é essencial manter a calma e ter um diálogo aberto com o pediatra, que avaliará todos os sinais clínicos e também fará uma análise dentro da curva de crescimento. Como foi dito anteriormente, os médicos associarão o número da balança com outros fatores – como o aspecto da urina e das fezes.

Fonte: Crescer
Edição: A.N.

 

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*