oiaqui
fale livremente,
você não precisa se identificar

10.098.343
Acessos

39.631
comentários

9.447
respostas

Mensagens e comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, ou que sejam incompreensíveis serão excluídos.

#30855
20/05/2017
20/05/2017
Eita taí uma pergunta difícil, pois as doenças auto-imunes são as mais complexas de todas. Até mesmo os médicos - a maioria deles - não tem a compreensão do que elas vêm a ser. E você propõe que eu lhe explique, pelo oiaqui, os resultados dos exames para diagnostico dessas enigmáticas enfermidades!!! 😐
Vamos lá, vou tentar:
As doenças auto-imunes são também chamadas de doenças de auto-agressão. Ou seja, doenças nas quais o organismo da pessoa agride a si próprio, na escala celular. Nas organizações humanas - numa cidade, ou numa empresa, por exemplo - cada indivíduo cumpre uma função social: umas pessoas limpam ruas, outras dirigem ônibus, outras constroem casas, outras dão aulas nas escolas, outras fazem as leis, outras julgam e condenam, etc. Nessa distribuição coletiva do trabalho existe um importante grupo de pessoas cuja função é de defender a todos contra assaltos, roubos, terrorismos, etc. Essas pessoas se chamam "policiais". Pois bem, o corpo humano é parecido com uma cidade, na qual os seus habitantes são as células, com algumas delas fazendo o papel de "defensores dos inocentes". Quando alguma bactéria ou vírus invade nosso organismo, nossas células de defesa usam suas armas, que são chamadas "anti-corpos", para destruir os assaltantes, os bandidos, os terroristas. As doenças "auto-imunes" surgem quando, e ainda não sabemos a razão pela qual isso acontece, nossas células policiais começam a usar suas armas para atacar nossos habitantes inocentes, nossas células "comportadas", trabalhadoras, normais. É como se nossos policiais 👮 de repente virassem bandidos 👩🏻‍💻, começando a matar e a roubar os seus irmãos, àqueles aos quais deveriam proteger. Tipo, assim o que estão fazendo muitos dos nossos políticos 😖.
A cada dia aumenta mais a ocorrência das doenças auto-imunes, tais como o Lúpus, a Esclerose múltipla, a Artrite reumatóide, o Vitiligo, as Tireoidites e muitas outras. O diagnóstico preciso dessas doenças é muito difícil. E seu tratamento ainda mais.
Para diagnosticar tais enfermidades os especialistas fazem uso do FAN, que significa Fator Anti-Nuclear. Ou seja, um exame que diz se estamos produzindo anticorpos que atacam o núcleo (algo como o cérebro) das nossas células. Existem várias tipos de anticorpos, ou seja de FANs, que podem atacar grupos específicos de nossas células: células dos olhos, ou dos rins, ou da pele, etc.
Para fazer o exame de FAN os médicos retiram um pouco do nosso sangue e misturam essa amostra com uma substância florescente, tipo um corante celular. Em seguida, os patologistas identificam quais as partes das nossas células estão sendo agredidas, pois eles aparecerão brilhantes ao microscópio: se é o núcleo, se é o nucléolo (onde se faz a síntese das proteínas), as mitocôndrias, o citoplasma (um material que circunda o núcleo), ou se é a membrana (a parede que envolve a célula). Se nada brilhar, o exame será normal. Se algum de tais componentes celulares brilhar, o exame será considerado positivo para aquele elemento celular. Mas a coisa é mais complicada, porque algumas vezes um pequeno número de células apresentam brilho em seus componentes e nem assim o resultado poderá ser considerado positivo.
Concluindo: se seu resultado foi positivo para "nucléolo reagente" significa que seus anticorpos estão atacando os nucléolos das suas células.
Agora o seu médico, que precisa entender muito dessas enfermidades, vai interpretar e correlacionar esse achado laboratorial aos resultados de outros exames e aos seus sinais e sintomas clínicos, para chegar a um diagnóstico que permita dar um nome à sua doença. De posse desse nome, o especialista irá buscar na literatura médica um esquema de tratamento que seja mais eficaz para o seu caso, mesmo sabendo que cada paciente se comporta à sua maneira, quando submetido aos medicamentos. Muitas vezes um esquema de tratamento começa a obter controle da doença e depois de algum tempo já não funciona mais e os sintomas recomeçam.
Enfim, leia muito sobre sua doença, seja tolerante e paciente com você mesma e com seu médico, administre os efeitos adversos dos corticoides, faça caminhadas, natação, pratiquei um esporte, leia muito e se prepare para uma longa batalha contra você mesma.
2 curtidas (Curtir)
#11070
09/10/2014
09/10/2014
RESULTADO POSITIVO. VOCÊ TEM INTOLERANCIA À LACTOSE. FUJA DO LEITE E DE SEUS DERIVADOS.
25 curtidas (Curtir)
#20291
11/02/2016
11/02/2016
Isso é um achado muito comum nos exames de ultra-sonografia Doppler color das carótidas de pessoas idosas. O mais importante do ponto de vista de riscos é saber se tais placas de calcificações de aterosclerose estão associadas a estenose (estreitamento) da luz da artéria carótida interna. Se a estenose for maior que 70% será indicado um procedimento cirúrgico chamado endarterectomia, ou poderá se optar pela colocação de um "STENT" no local da lesão (angioplastia Carotidea). Comece a fugir dos cigarros e dos alimentos gordurosos. Pratique caminhadas. E procure um neurologista, pois você poderá fazer parte de uma população de risco para acidente vascular cerebral isquêmico.
29 curtidas (Curtir)
#30862
21/05/2017
21/05/2017
Vá ao Santa Maria Plastic e converse com a Gardênia. Ela lhe dará um desconto.
4 curtidas (Curtir)
#30665
12/05/2017
13/05/2017
👀
Por favor, ligue para a Humana (3221.1000) e peça essa informação. Eu não sei lhe responder. Me parece que o Dr. Humberto Guimarães realizar eletroconvulsoterapia.
1 curtida (Curtir)
#30707
15/05/2017
15/05/2017
O grande e incomparável Dr João Francisco, no Santa Maria. Ele é o único que já realizou mais de 1.000 cateterismos cardíacos.
12 curtidas (Curtir)
#30711
15/05/2017
15/05/2017
Deve olhar firme pro cabra, serena, olho no olho, e dizer: "olhe doutor, já tenho o meu homem, e ele é único. O senhor quer conhecê-lo?". Se ele insistir me informe o nome do cabra. Aí eu vou assediar ele!! ☠️
32 curtidas (Curtir)
#10342
24/08/2014
25/08/2014
ESSA CONDIÇÃO AFETIVO-EMOCIONAL POSSUI UMA DENOMINAÇÃO MÉDICA: "ATIMIA", do grego "athumía", QUE CONSISTE NA AUSÊNCIA DE SENTIMENTOS E DE MANIFESTAÇÕES AFETIVAS. TAL CONDIÇÃO É COMUM EM PORTADORES DE ESQUIZOFRENIA. ISSO NÃO QUER DIZER QUE VOCÊ SEJA PORTADORA DE ESQUIZOFRENIA. O MAIS PROVÁVEL É QUE ISSO SEJA APENAS UM TRAÇO ISOLADO DA SUA PERSONALIDADE, POIS NO QUADRO COMPLETO DA ESQUIZOFRENIA O PORTADOR DA ENFERMIDADE NÃO TEM CONSCIÊNCIA DA SUA (DELE) CONDIÇÃO AFETIVA, COMO ESTÁ A OCORRER COM VOCÊ. DEVE SER BIZARRO, VIVER COMO UM ESPECTADOR PASSIVO. COMO SE O MUNDO FOSSE UM FILME QUE VOCÊ ESTÁ ASSISTINDO. OU UM QUADRO NA PAREDE, QUE VOCÊ MIRA SEM EMOÇÕES, SEM SOFRIMENTOS E SEM ALEGRIAS. OU SEJA, FORA DA CONDIÇÃO HUMANA.
173 curtidas (Curtir)
#15117
17/06/2015
18/06/2015
FAN significa "fator anti nuclear". Seus valores estão elevados nos portadores de doenças auto imunes, ou seja, aqueles doenças nas quais a pessoa desenvolve anticorpos contra suas próprias células. Dai essas doenças também serem chamadas de "doenças de auto agressão". São muitas as doenças que causam aumento das dosagens séricas do FAN:
Artrite reumatóide
Lúpus eritematoso disseminado
Síndrome de Guillian Barré
Tireoidite autoimune
Granulomatose de Wegener
Vitiligo, etc.
Procure um clínico geral competente para acompanhar seu caso. Você precisa de continuo acompanhamento médico para diagnosticar sua enfermidade e monitorar seu tratamento. Essas são enfermidades que você poderá controlar, mas não conseguirá curar.
9 curtidas (Curtir)
 < 1 2 3 4 5 6 7 8 >  Última

Nossos Videos

Workshop sobre Colaboração - a vida e o sucesso das organizações


Veja todos os videos

Medimagem

Teresina - Piauí


10.098.343
Acessos

39.631
comentários

9.447
respostas

Nossos Vídeos

Workshop sobre Colaboração - a vida e o sucesso das organizações


Veja todos os videos