MedZap
(86) 3131-1234
**

NOTíCIAS

Três porções de vegetais ao dia já diminuem o risco de morte

Investigação global aponta que essa quantidade seria suficiente para manter a saúde intacta por mais tempo e evitar várias doenças

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 04 de dezembro de 2017

Que as frutas, legumes e verduras são essenciais para o corpo, todo mundo está careca de saber. Tanto que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que cinco porções desses alimentos entrem no cardápio diário para preservar a saúde. O problema é que essa meta parece distante – de acordo com o IBGE, só 10% dos brasileiros conseguem atingi-la.

Pois um novo estudo mostra que comer três desses itens naturais ao dia já reduz a mortalidade e a incidência de doenças, como as cardiovasculares e o câncer. A pesquisa, coordenada pela Universidade McMaster, no Canadá, analisou a dieta de mais de 135 mil pessoas em 18 países de quatro continentes.

Essa multidão, que tinha entre 35 e 70 anos, foi acompanhada por mais ou menos sete anos, período em que 5 796 dos participantes faleceram. Os que incluíam entre 375 e 500 gramas de vegetais ao dia – o equivalente a três ou quatro porções – tinham menor risco de estar nessa estatística de fatalidades.

Acima dessa quantidade, o benefício se manteve o mesmo. Mas a ideia, segundo o grupo, não é diminuir a recomendação de cinco porções da OMS, e sim tranquilizar quem não consegue chegar lá. “Trata-se de um objetivo mais acessível, especialmente em países onde as pessoas têm renda média ou baixa e os custos de frutas e legumes são relativamente altos”, declarou Victoria Miller, autora principal do trabalho, em comunicado à imprensa.

 

As vantagens das frutas e também dos alimentos crus

 

Alguns dados curiosos saíram da investigação. Por exemplo: indivíduos que investiam pesado nas frutas estavam mais protegidos do que quem só incluía legumes e verduras na dieta.

O grupo também investigou a diferença no preparo desses ingredientes e viu que os crus estavam mais associados à proteção contra doenças cardiovasculares e outros transtornos. De qualquer maneira, uma coisa é certa: quanto mais colorido, natural e variado for o prato, melhor.

Fonte: Saúde Abril
Edição: A.N.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*