(86) 3131-1234
***

DICAS DE LIVRO

Minhas Rimas, de Pedro Nogueira Pereira

Coletânea de cordéis, que reúnem os mais variados temas.

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 17 de abril de 2015

A Literatura de cordel é o próprio precioso versado pelo poeta em questão: “É magnífico tesouro, a cultura popular, ela enobrece a alma de modo particular, encanta a todo mundo, vale a pena apreciar. Propicia um lenitivo para nossos corações, abrange um grande elenco, várias manifestações, mostrando os nossos hábitos através das gerações. Tem relicário expressivo que alimenta a memória, dá enfoque especial aos fatos de nossa história, que vão se perpetuando, chegando ao ápice da glória(...) Neste contexto temos cantoria e violeiros, com a poesia oral contabilizam milheiros, deleitando seus versos, conterrâneo brasileiro.(...) Eu sou filho do sertão, não nego meu ‘naturá’, mas uma seca medonha me tangeu de lá pra cá, com versos do Patativa por aqui eu vou ‘ficá’(...)”

Expressão máxima da cultura nordestina, o cordel, com suas rimas e versos, bem traduzem o que há de mais original na cultura de um povo que se destaca por sua simplicidade, alegria e cordialidade. Desconsiderados por alguns, consideradíssimos por outros, Literatura de cordel é poesia, apenas assim e poucos conseguem a proeza de realiza-la bem. Ter a veia crítica, engraçada e astuta não são para muitos.

Em seus versos: 

“(...)Gosto de gente que vibra

Você vai perceber

Gente que sabe o que faz

E sabe o que tem que fazer

Gente que usa a sua índole

Sem gostar de aparecer

Gosto de gente sensata

Gente que arrisca o incerto

Assume as consequências

E abandona o que é certo

Que ocorre atrás dos seus sonhos

Sem carecer ser esperto

(...)"

denota suas percepções sobre a vida, as pessoas (mulheres, crianças, família, políticos,idosos) e os sentimentos. Vale a penas se
deliciar com as homenagens, causos e observações desse poeta.


O Autor

Pedro Nogueira Pereira, mais conhecido como Pedro Paula, natural de Pimenteiras/PI, estatístico aposentado do IBGE, escreve poemas de cordel desde a década de 70, com vários trabalhos publicados em jornais, revistas e, sob encomenda, para escolas, convites e homenagens. Colunista da revista "De Repente", de Teresina/PI, com quase 100 trabalhos em verso e prosa. Autor de livros: Pimenteiras - sua história, suas famílias (1998), Assim se passaram 80 anos - Jaime Alexandrino Nogueira (2001) e coautor da Biblioteca de Cordel (1993). Titular da Cadeira nº 15, da Academia de Letras da Confederação Valenciana.

MINHAS RIMAS

Coletânea de cordéis, que reúnem os mais variados temas.
Autor: Pedro Nogueira Pereira
Editora: Nova Aliança
Ano: 2014
Número de páginas: 160

F.C.

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!





Deixe seu comentário

Nome*
Email*
Verificação*
Seu comentário*